O que a prisão dos coronéis da PM em Pernambuco nos diz sobre a Segurança Pública e o futuro da própria instituição?

Esse é o tipo de notícia que não se repassa com alegria. Mas nos faz refletir sobre o futuro da segurança no país, considerando que a PM é a instituição mais presente e protagonista na maior parte das ações da Segurança Pública.

 

O drama humanitário em 2010

Vamos refrescar a memória: Na metade do ano de 2010, a Zona da Mata de Alagoas e Pernambuco sofreu a maior enchente da região, vindo a ter mais de 45 mortes e mais 70 mil desabrigados. Quero que ao ler a notícia sobre desvio de verba você pense nisso! Principalmente os rios Una e Mundaú tiveram uma sobrecarga de nível das chuvas. Esses rios cortam Palmares e Barreiros, em PE e União dos Palmares e Santana do Mundaú, em AL e toda região circunvizinha.

Teve até repercussão internacional na época, vários jornais do mundo noticiaram a destruição ocorrida nos estados de Alagoas e Pernambuco, por exemplo: Al Jazeera, rede de notícias em árabe; Today e CNN dos EUA; Reuters e BBC da Inglaterra e NHK do Japão. Al e PE receberam ajuda internacional dos Estados Unidos, da Venezuela e da Organização dos Estados Americanos. E Governo Federal a principio havia enviado 550 milhões para reconstruções e amparo; mas ao todo muito mais de 1 bilhão de reais foram investidos para restauração de pontes e estradas; construção de casas e distribuição de cestas básicas.


O fenômeno meteorológico foi tão atípico que a NASA registrou o evento, especialistas da UFAL e UFPE, disseram que é coisa para não se ver mais durante um bom tempo. Eu estive no final do ano de 2010, para lecionar Polícia Comunitária para um grupo de policiais em União dos Palmares e o desastre tinhas deixado marcas profundas na comunidade.

 

7 anos depois, as prisões de coronéis da PMPE

Agora, por decisão da decisão da juíza titular da 36ª Vara, Carolina Souza Malta,  a Operação Torrentes, uma ação com um efetivo de 260 agentes da Polícia Federal, cumprindo mandados prende coronéis da Polícia Militar de Pernambuco e conduz coercitivamente outros tantos policiais e empresários por desvio de verbas federais, pois naquela época os oficiais ficaram responsáveis por ações de apoio à defesa civil.

Mais sobre as prisões peço que leiam em Jornal do Commercio e o portal G1, no qual você pode assistir os vídeos da Globo Nordeste. Mas inclusive o atual Chefe da Casa Militar do Governo do Estado e ex-Comandante Geral Carlos D’Albuquerque foi conduzido coercitivamente e identificado sua participação nos fatos.

Mas, segundo o G1 e a Globo Nordeste, os coronéis Fábio de Alcântara Rosendo e Roberto Gomes de Melo Filho, além do coronel aposentado Waldemir José Vasconcelos de Araújo, seguiram para a Academia da Polícia Militar, em Paudalho, em cumprimento à ordem de prisão temporária pelo prazo de 5 dias. O tenente-coronel Laurinaldo Félix do Nascimento passa a ser monitorado por tornozeleira eletrônica “em razão da necessidade de submissão a procedimento médico em hospital particular, previamente marcado”, segundo nota da Justiça Federal em Pernambuco.

O que essas prisões nos dizem

O sistema disciplinar, a necessidade de emprego que alimenta o fluxo dos concursos, a vontade de inúmeros “garotos” em ser reconhecido, fazer algo que dê sentido como missão de vida e a sede de caçar e buscar adrenalina, combinadas com a pressão social e da mídia garantem que o serviço da Polícia Militar continue transcorrendo na ponta de linha, bem ou mal realizado, em cada rincão do Interior ou em cada periferia da metrópole.

Mas e quanto à cabeça dessa fera, desse monstro chamado de briosa? Está sã ou está doente? Será que a atividade política de mando dos Estados e municípios cooptou de vez a gestão estratégica das Corporações militares de polícia ostensiva, ao ponto de ficarem incapacitadas em planejar e coordenar ações de forma inteligente? Inteligência eles têm. Mas será que ela está sendo usada exclusivamente para ganhos pessoais?

Alguns acham que vamos publicar algo como essa notícia de Pernambuco com alegria, dizendo: “toma!”. Mas não é assim, esses homens, cada um deles, quando entrou na Corporação tinham ideais e tinham vontade de fazer algo pela Sociedade. Alguns mais, outros menos. Alguns já tinham tendência em pensar mais em si mesmos, mas mesmo esses, em algum momento abnegaram-se e tiveram inúmeros momentos de empreender esforços pela instituição e pelo conjunto social.

Mas, como temos dito em várias oportunidades, inclusive aqui no Blog (veja o link), passou da hora da Polícia Militar fazer uma varredura, uma grande limpeza interna. Bem, é verdade que nossas heranças fruto, sobretudo, do sistema escravista nos posicionam analogamente às formas de controle da massa populacional periférica e tal como um capitão-do-mato, alguns de nós querem ganhar vantagem em tudo.

Mas existe um componente, que contraditoriamente para os acadêmicos e para círculos de políticos de esquerda – um componente – oriundo de nossa base militar, que remonta ao modelo do herói. Esse componente é aquele que suscita dentro de nós uma sede de justiça, uma busca por atitudes honradas. Existe um traço sanguinário na guerra, mas esse é o militar de selva, que tem seus momentos de ser invocado. Mas a grande parte do tempo, o espírito militar que deve inundar as polícias, como agências de coesão social é o do homem comedido, educado, inteligente, justo, digno, que aprimora sempre tanto corpo, como mente, estrategista, tático, audaz, astuto, comprometido, um verdadeiro guerreiro da luz e não da trevas.

Guerreiros da luz ou das trevas?

Quando policiais decidem sair dessas metas, seja coronel ou soldado, eles deixam de trabalhar pela luz que traz a paz e passam a ser operários do mal. E é com muita tristeza no coração, por saber está falando de pessoas que compõe a família miliciana, que são irmãos de alguma forma, mas mesmo assim eu digo: escolhendo compactuar com o crime, você não é mais policial; ou se é polícia ou se é bandido. Ser os dois é impossível e escolhendo o crime, arque com as consequências como qualquer outro criminoso.

Talvez o termo seja pesado: “da trevas”, afinal só estavam arrumando um “jeitinho” para se dar bem, todo mundo faz isso! Pois é, o “se dar bem” deles desrespeita a memória dos mortos no desastre e você poderá confiar que quem faz isso numa licitação, não fará na hora de outros tipos de decisões? Ninguém está falando em insubordinação gratuita, só exigimos, como profissionais de segurança, arriscar nossas vidas por interesses justos e sermos comandados por pessoas minimamente honradas, como se diz na caserna: “a tropa é espelho do comandante”.

Esse envolvimento generalizado da PM com coisas esclusas e a falta de capacidade de se articular estrategicamente em prol do bem estar social tem gerado uma crise crônica de desconfiança e descrédito. Agora temos um exemplo no que parte das cúpulas das PM’s investem seu tempo e esforço. Isso pode ser diferente? Não é simplesmente devido o  formato estrutural, não? Isso pode influir, mas a gendarmaria chilena, ou seja a polícia militarizada deles, os Carabineros, é a instituição mais respeitada daquele país.

Pergunte, aqui no Brasil, sobre a PM! Essa é a palavra, descrédito. Uma empresa que não resolvesse os problemas para o qual existe para resolver e ainda saísse causando estrago em tudo que é lugar, será que permaneceria muito tempo de pé? Bem, acho que não. E se a PM não tiver sua reforma interna liderada pelos seus homens e mulheres de bem, que resistem em existir nela, ela certamente sucumbirá.

[Gostaria apenas de lembrar que devemos ter um pouco de cautela ao ouvir as notícias, nesses bastidores sempre tem alguém que é acusado no meio de forma, faltando que se apure o envolvimento real nos fatos.]


Referências

[1] http://jconline.ne10.uol.com.br/canal/politica/pernambuco/noticia/2017/11/09/ex-comandante-da-pm-coronel-carlos-dalbuquerque-e-outros-oficiais-sao-alvos-de-conducao-coercitiva-pela-pf-315135.php

[2] https://g1.globo.com/pernambuco/noticia/dos-quatro-pms-presos-na-operacao-torrentes-tres-seguem-para-prisao-e-um-recebe-tornozeleira.ghtml

[3] https://g1.globo.com/politica/noticia/segovia-ve-corrupcao-sistemica-no-pais-e-diz-que-policia-federal-ampliara-operacoes.ghtml

[4] http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/pf-prende-4-coroneis-da-pm-de-pernambuco-por-desvio-de-dinheiro-de-enchentes/

[5] http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2010/06/100622_chuvasnordesteebc.shtml

[6] https://pt.wikipedia.org/wiki/Enchentes_em_Alagoas_e_Pernambuco_em_2010

[7] http://www.ricardoantunes.com.br/excusivo-confira-os-nomes-dos-militares-presos-e-das-empresas-envolvidas-na-operacao-da-pf-em-pernambuco/

 

Anúncios

Os comentários estão encerrados.

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: